Ecoporé e Senai/RO assinam acordo de cooperação para fortalecer ações de pesquisa, tecnologia e inovação

Ecoporé e Senai/RO assinam acordo de cooperação para fortalecer ações de pesquisa, tecnologia e inovação

Ao longo das suas mais de três décadas de história e atuação em Rondônia, a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé desenvolve e apoia pesquisas socioambientais, com publicações voltadas tanto ao meio científico quanto possibilitando o acesso à comunidade em geral, especialmente ao público assistido por suas ações. Atuação esta que vem se fortalecendo e ganhando ainda mais espaço. No último ano, a instituição passou a integrar a Plataforma Nacional de Infraestrutura de Pesquisa –  PNIPE/MCTI, bem como apoiar startups ligadas ao desenvolvimento da bioeconomia, já expostas em eventos nacionais de empreendedorismo e inovação. Para ampliar e fortalecer essas iniciativas, acaba de assinar termo de cooperação para ação de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Rondônia (Senai/RO).

A celebração do termo objetiva que as instituições, em parceria, somem esforços conjuntamente para a pesquisa e criação de soluções tecnológicas e inovadoras que estimulem o desenvolvimento e industrialização sustentável a nível no estado e no país, além de fomentar a qualificação profissional.

O presidente da Ecoporé, Paulo Bonavigo, reforça que a instituição sempre teve em suas ações a inovação, buscando integrar os conhecimentos científicos aos tradicionais, sempre com muito respeito a ambos. “A partir das parcerias como esta, a nossa visão de futuro é avançar ainda mais nos negócios sustentáveis, promovendo assim a conservação de florestas e da biodiversidade de uma forma inclusiva, onde o ser humano tem um papel fundamental neste processo. Queremos ainda ampliar e integrar esta rede, colocando as iniciativas locais em contato com instituições que possuem o mesmo sonho que nós”, completa.

INOVAÇÃO

Em janeiro de 2022 a Ecoporé esteve no Rio Innovation Week 2022, apresentando o Hub de Inovação em Florestas, uma incubadora que vem trabalhando o desenvolvimento e aceleração de diversas iniciativas socioambientais que propõem soluções para a Amazônia, a exemplo do Meu Pé de Árvore, biostartup que propõe viabilizar a restauração florestal junto a agricultores familiares e comunidades tradicionais; e a Rede de Sementes da Bioeconomia Amazônica (ReSeBA), que já vem fomentando a participação e protagonismo dos povos da floresta e do campo, com foco na economia solidária, diversidade étnica, cultural, gênero e juventude.

No RIW 22, Marcelo Ferronato, coordenador de Floresta e Agricultura da Ecoporé, participou do painel Ecossistemas de Inovação. “A inovação está na essência da Ecoporé, fazemos isso há mais de 30 anos. O desafio de promover negócios que valorizem a floresta em pé é enorme. Investir e, mais ainda, acreditar em novas ideias é o que as tornará realidade. Isso sim contribuirá para a  soluções para as problemáticas socioambientais na Amazônia”

Comentários
Comments are closed
Translate »